1 de março de 2010

A Humanidade Agradece

Ao ler a versão online do jornal ‘Folha de São Paulo’ encontrei uma reportagem sobre a pesquisa de um psicólogo gringo sem serviço. Pra ele Inteligência é sinônimo de fidelidade e promiscuidade de burrice.

Homens que traem as esposas e namoradas tendem a ter QI mais baixo e ser menos inteligentes, segundo um estudo publicado na revista especializada Social Psychology Quarterly.
Fácil de explicar. O homem pensa com qual cabeça? Com a outra. Em qual posição fica a cabeça mencionada? Embaixo. Logo, o quociente de inteligência (QI) é mais baixo.

De acordo com o autor do estudo, o especialista em psicologia evolutiva da London School of Economics, Satoshi Kanazawa, "homens inteligentes estão mais propensos a valorizar a exclusividade sexual do que homens menos inteligentes".
Primeiro é preciso definir o que é exclusividade sexual? De antemão posso dizer que não é monogamia. Exclusividade sexual é masturbação. Partindo deste princípio, chega-se à conclusão: sexo funciona como o truco. Se você não tiver um bom parceiro, é muito importante que se tenha uma boa mão.

Kanazawa analisou duas grandes pesquisas americanas a National Longitudinal Study of Adolescent Health e a General Social Surveys, que mediam atitudes sociais e QI de milhares de adolescentes e adultos.
Ao cruzar os dados das duas pesquisas, o autor concluiu que as pessoas que acreditam na importância da fidelidade sexual para uma relação demonstraram QI mais alto.

Evolução

Kanazawa foi mais longe e disse que outra conclusão do estudo é que o comportamento "fiel" do homem mais inteligente seria um sinal da evolução da espécie.
Que nada! Sinal da evolução da espécie é a descoberta do Ponto G no homem. E, da exata localização deste ponto nas mulheres. Nos machos ele se localiza na retina. Nas fêmeas, ouvidos.
Este “especialista” falando de sexo é como o Chávez e o Fidel Castro falando de democracia.

Sua teoria é baseada no conceito de que, ao longo da história evolucionária, os homens sempre foram "relativamente polígamos", e que isso está mudando.
O ‘relativamente’ antes de ‘polígamos’ foi gentileza. A poligamia masculina se explica porque existem mais mulheres que homens no mundo. Existem duas coisas na vida que mulher não sabe fazer sozinha: fofoca e sexo. Um salve para Ediel Ribeiro!

Ps:. Sou superdotado!

1 comentários:

Naty Bomfim,  2 de março de 2010 23:36  

Depois do "PS" nem tenho o que comentar...kkkkkkkkkkkk...

  © Macaquices - Design by Emporium Digital

Back to TOP